sexta-feira, 18 de maio de 2012

Os 10 melhores filmes sobre epidemias



“Atenção, um vírus letal transmissível pelo ar vai matar muitas pessoas espalhando – se como uma epidemia. A comunidade médica mundial iniciou uma corrida para encontrar a cura e controlar o pânico que se espalha mais rápido do que o próprio vírus.”
Calma, o texto acima não é alerta de um possível surto de H1N1, é apenas a sinopse de “Contágio”  filme Steven Soderbergh.  Assim como na vida real, as epidemias acostumam aparecer em Hollywood e pensando nisso listamos os filmes que melhor retratam esta “realidade”. Confira abaixo

Nicole Kidman é uma psiquiatra de Washington que descobre a origem extraterrestre da epidemia e precisa lutar para proteger seu filho, que pode ter a chave para conter uma invasão iminente. Mistura de ficção científica e terror, que conta a história de uma misteriosa epidemia que altera o comportamento dos seres humanos.
A Refilmagem de “O Exército do Extermínio” (1973), de George A. Romero, narra a disseminação veloz de um vírus transmissível pelo ar que mata em poucos dias. Enquanto a epidemia se espalha cada vez mais rapidamente, médicos de todo o mundo correm contra o tempo para encontrar a cura e controlar o pânico que se espalha mais rápido do que o próprio vírus. Ao mesmo tempo, pessoas comuns lutam para sobreviver diante do desmoronamento da sociedade.
Baseado na famosa franquia de games da Capcom, uma corporação chamada Umbrella conduz experiências genéticas ilegais em seu laboratório no subterrâneo de Raccoon City. Em um dia aparentemente normal na base, uma sabotagem faz com que o T-Vírus contamine o local e mate a todos. Um exército entra em ação para impedir que a epidemia se espalhe e lutar contra os zumbis devoradores produzidos pela contaminação.

O diretor de ‘O sexto sentido’ traz a história de uma família em fuga de um fenômeno inexplicável e irreversível, que ameaça a humanidade. A epidemia parece surgir do nada. Em questão de minutos, irrompem nas principais cidades americanas episódios de mortes arrepiantes e estranhas que desafiam a razão e surpreendem a mente por sua chocante capacidade de destruição.
No filme, a população inteira da Inglaterra é dizimada por uma epidemia de um vírus fatal, que acaba por transformar as pessoas em agressivos zumbis. Quando iniciaram o projeto, Garland e o diretor Danny Boyle consideraram a raiva um tema significante, principalmente nos nos dias de hoje.
Em 2012, a cidade de Nova York aparece em ruínas. O cientista Robert (Will Smith)  é o único sobrevivente de uma epidemia, que começou três anos antes, com a tentativa de descobrir a cura do câncer. Em seu laboratório ele tenta encontrar um remédio para a doença e sai em busca de outros sobreviventes do surto.
Na trama, um vírus desconhecido extermina a população e os animais de uma pequena tribo na África. Convocados pelo exército americano para investigar a situação, o Dr. Sam Daniels (Dustin Hoffman) e sua equipe estão frente a frente com uma nova e perigosa doença. Estados Unidos, um macaco, portador do vírus, é contrabandeado para a pequena cidade de Cedar Creek e contamina o jovem Jimbo (Patrick Dempsey). Em pouco tempo, a doença começa a mostrar sinais de que está se espalhando a uma velocidade assustadora.
Adaptação do livro de José Saramago, o filme mostra uma misteriosa epidemia de cegueira. A trama começa com um homem que perde a visão de um instante para o outro enquanto dirige e que mergulha em uma espécie de névoa leitosa assustadora. Uma a uma, cada pessoa com quem ele encontra fica cega também. À medida que a doença se espalha, o pânico e a paranóia contagiam a cidade.
Terra, 2027. Uma epidemia faz com que os humanos se tornem inférteis. Faz quase 19 anos que o último bebê nasceu, e a cada ano que passa sem a presença inexplicável de crianças no mundo a humanidade vai acumulando o sentimento de desistir da vida.
No ano de 2035, a humanidade tenta sobreviver a um vírus desconhecido que já dizimou 99% da população mundial. Nesse contexto, um grupo desesperado de cientistas envia o voluntário Cole (Willis) para o ano de 1996 para que ele descubra as origens da epidemia, que teria sido espalhada pelo misterioso exército dos 12 macacos.

Onde esta o elnco de “Platoon” 25 anos depois


Vencedor de 4 Oscars (Inclusive de melhor direção e filme) e indicado para outras 3 categorias, “Platoon” completou 25 anos neste ano e segue como o melhor filme sobre o Vietnã, graças a um roteiro primoroso e um elenco estrelar com  atores que hoje são consagrados. Veja como eles estão hoje,  clicando em “Continue Lendo”

Oliver Stone



Oliver Stone escreveu o roteiro baseado em sua experiência como soldado na infantaria dos EUA no Vietnã. Além disso fez uma pequena participação (não creditada) como Major Bunker. Recentemente aos 65 anos dirigiu a continuação de” Wall Street“, com o Subtitulo “O Dinheiro Nunca Dorme“.

Chris Taylor – Charlie Sheen


Chris é um jovem recruta recém-chegado a um batalhão americano, em meio à Guerra do Vietnã. Idealista, Chris foi um voluntário para lutar na guerra pois acredita que deve defender seu país, assim como fez seu avô e seu pai em guerras anteriores.
Charlie Sheen foi um dos nomes mais falados neste ano, depois de ser demitido da sua própria série “Two and a Half Men” que o transformou em o ator mais bem pago da Tv americana em 2010. Recentemente fez uma participação no programa “Roast of Charlie Sheen” onde outros artistas e amigos fizeram piadas com sua carreira e problemas com drogas.

Sargento  Elias – Willem Dafoe




O Sargento Elias rival de Sargento Barnes (Tom Berenger) lidera seu pelotão da forma mais politicamente correta possível e participa da cena mais marcante do filme, imortalizada na capa e pôster do filme.
É um dos atores mais talentosos desta geração, ficou mundialmente conhecido ao interpretar “Jesus Cristo‘ no polêmico “A Última Tentação de Cristo”, de Martin Scorsese e ao viver vilão Duende Verde em “Homem- Aranha” em 2002. Recentemente emprestou sua voz ao personagem Rato de “O Fantástico Sr. Raposo” e protagonizou, o também polêmico “Anticristo” de Lars Von Trier. Em 2012 estrelou estrelar duas adaptações; “A Princesa de Marte” e a adaptação ao cinema da série de livros “Odd Thomas’, de Dean Koontz.
.

Sgt. Barnes – Tom Berenger


Com rosto desfigurado por cicatrizes, Sargento Barnes é o tipico anti-herói de guerra. Um dos vilões mais marcantes em filmes do gênero.
O ator entregou seu melhor desempenho em “Platton”, onde ganhou um Globo de Ouro e recebeu uma indicação ao Oscar. Depois protagonizou alguns filmes sem sucesso para o cinema (com exceção de O Atirador) e TV. Reapareceu ao lado de Denzel Washington e Ethan Hawke em “Dia de Treinamento” e no recente “A Origem’ de Christopher Nolan.

King – Keith David


King é o melhor amigo de Taylor  no batalhão. É com quem ele divide suas histórias e as drogas.
Keith David fez várias partições em filmes como “Réquiem para um Sonho‘, ‘Crash – No Limite‘ e no seriado CSI. Recentemente emprestou sua voz para as animações ‘A Princesa e o Sapo” e “Coraline e o Mundo Secreto‘. Atualmente o ator está escalado para a adaptação ao cinema do romance Cloud Atlas, de David Mitchell, novo filme dos Irmãos Wachowski que deve chegar aos cinema em 2012
Big Harold – Forest Whitaker

Um dos médicos do pelotão, é um dos melhores amigos de Taylor.
Forest Whitaker além de ser um dos atores mais premiados do elenco, é diretor (dirigiu A Filha do Presidente, Quando o amor acontece) e produtor. Ganhou o Oscar e o Bafta por seu papel em O “Último Rei da Escócia” de Kevin Macdonald. Atualmente o ator pode ser visto no seriado “Criminal Minds” e acaba de entrar no elenco de “The Last Stand (ainda sem tradução)” filme que marca o retorno de Arnold Schwarzenegger ás telas.

Bunny – Kevin Dillon



É conhecido por sua interpretação de Johnny Chase na comédia dramática “Entourage’, da HBO, papel pelo qual foi indicado para três Prêmios Emmy e um Globo de Ouro.

Lerner – Johnny Depp


Antes de ser um dos atores mais bem pagos de Hollywood, Johnny Depp fez participações no primeiro “A Hora do Pesadelo” e “Férias do Barulho”, mas foi em “Platton“que ator chamou atenção de Tim Burton, com quem trabalhou no seu primeiro e grande papel, o clássico “Edward Mãos-de-Tesoura“. Desde então o ator colecionou personagens memoráveis e indicações.
Em 2012 o ator na sua oitava parceria com Burton interpreta o vampiro Barnabas Collins, no longa “Dark Shadows (ainda sem tradução)”, filme baseado na série gótica que foi ao ar pela ABC, de 27 de junho de 1966 a 02 de abril de 1971.

Warren – Tony Todd


Tony Todd começou sua carreira em “Platoon”, mas ficou mais conhecido por estrelar filmes de terror como “A Noite dos Mortos Vivos“, “Candyman“, “Terror no Pântano” e a franquia “Premonição”. Ultimamente tem feito alguns trabalhos usando sua voz narrando trailers de filmes para a televisão americana.

Capitão  Harris – Dale Dye

Antes de se tornar ator, Dale Dye foi capitão na Marinha americana e logo após abriu uma empresa chamada “Warriors Inc.”, responsável por treinar atores para filmes de guerra. Participou de vários filmes do gênero, como o “Nascido em Quatro de Julho” e “Resgate do Soldado Ryan“. Recentemente pode ser visto em “Larry Crowne” novo filme dirigido por Tom Hanks e como coronel Jim Porter em “Falling Skies“, seriado da TNT produzida por Steven Spielberg.

Sal – Richard Edson


Após encerrar sua carreira musical (foi primeiro baterista do grupo Sonic Youth), Richard Edson, atuou em mais de 35 filmes. Seus mais notáveis papéis incluem a atuação como o garagista nada confiável de Ferris “Curtindo a Vida Adoidado” e o personagem baseado no jogador Billy Maharg em “Eight Men Out”.
Além desses filmes, fez aparições em “Bom Dia, Vietnã“, “Dirty Dancing”,  “Faça a Coisa Certa” e entre outros. Seus últimos trabalhos foram na refilmagem de “Starsky & Hutch” e em alguns episódios dos seriados como “Cold Case” e “Numb3rs”.

Doc – Paul Sanchez




Depois de “Platton’,  Sanchez ainda trabalhou com Oliver Stone em “Nascido em 4 de Julho” e fez pequenos papéis em outros filmes.

Lt. Wolfe – Mark Moses


Depois de “Platton“, trabalhou mais duas vezes com o diretor, em ‘The Doors‘ e ‘Nascido em Quatro de Julho“. Mas ficou mais conhecido pelo personagem “Paul Young” na série de televisão “Desperate Housewives“. Recentemente fez participações no seriado “Mad Men” do canal AMC.

Sgt. O’Neill – John C. McGinley



Um dos maiores parceiros de Oliver Stone. Trabalharam juntos em “Wall Street, “Nascido em Quatro de Julho“, “Talk Radio“, ‘Nixon” e “Um Domingo Qualquer“. Mas ficou mais conhecido por seu personagem, Dr. Perry Cox, do seriado “Scrubs“. Recentemente, contracenou com John Travolta na comédia “Motoqueiros Selvagens” e com John Cusack no terror psicológico “Identidade”.

Rhah – Francesco Quinn


Filho do ator Mexicano Anthony Quinn, Francesco entregou aqui o papel mais importante da sua carreira. Depois fez pequenas participações em séries e filmes. Sua última contribuição para cinema foi fazer a voz Autobot , Mirage em “Transformers: O Lado Oculto da Lua“. O ator morreu em agosto deste ano vitima de uma parada cardiaca aos 48 anos de idade.

Francis – Corey Glover

Depois de “Platton” o ator fez uma pequena participação no seriado “Signs of Life” em 2001, largou a carreira para entrar na banda de rock “Living Colour”
Fonte de imagens: IMDB e Orion Pictures

Conheça os alienígenas de Homens de Preto 3

Faltandopouco para sua estreia, Homens de Preto 3 (Men in Black 3), continua com sua divulgação a todo vapor. O longa estrelado novamente por Tommy Lee Jones e Will Smith ganhou novas imagens. Nelas, podemos conhecer boa parte dos alienígenas, um dos principais ingredientes do filme, confira.
                              
                              
                              
                              

Na trama, o agente J (Will Smith) deve voltar no tempo, mais precisamente em 1969, para se encontrar com o jovem agente K (vivido por Tommy Lee Jones nos dois primeiros filmes e agora interpretado por Josh Brolin), para juntos salvarem o mundo de uma nova ameaça.
Nicole Scherzinger, Betty White, Emma Thompson, Alice Eve e Michael Stuhlbarg também estão no elenco.
O filme dirigido por Barry Sonnenfeld estreia em 25 de maio de 2012, em 2-D, 3-D e IMAX 3-

Primeiro trailer de O Maníaco, com Elijah Wood


Maniac, remake de O Maníaco, de William Lustig, ganhou o seu primeiro trailer. Pelo vídeo, com muita câmera subjetiva, parece que Elijah Wood (O Senhor do Anéis, Sin City) terá sua perspectiva em primeira pessoa bastante usada ao longo do filme:

Veja Aqui

A nova versão foi escrita e está sendo produzida pela dupla Alexandre Aja e Grégory Levasseur - de Viagem Maldita, Espelhos do Medo e P2 - Sem Saída. No original, um serial killer esquizoide (agora vivido por Wood) mata aleatoriamente jovens mulheres em Nova York como vingança por ter sido abusado na infância pela mãe.
Franck Khalfoun, que dirigiu P2 - Sem Saída, é o diretor do novo Maniac. O filme, que ainda não tem uma data definida para a estreia, vai ganhar uma exibição especial durante o Festival de Cannes deste ano, no dia 26 de maio.

Review-O Corvo




Sinopse:
O escritor Edgar Alan Poe (John Cusack) está na caça de um assassino serial que imita os crimes de seus contos e ainda sequestrou sua noiva Emily (Alice Eve). Para ajudá-lo na investigação, o detetive Emmet assume o caso e pretende dar um fim aos terríveis assassinatos, que são seguidos de charadas criadas pelo criminoso que desafia a inteligência do autor num jogo de gato e rato.  
Filme estria hoje 18/05


Dar vida à conturbada imaginação de Edgar Allan Poe, reviver os seus últimos dias de vida e ainda dar nova luz à sua morte misteriosa (ele foi encontrado delirando nas ruas de Baltimore, repetindo o nome Reynolds antes de falecer quatro dias depois em um hospital) parecia a receita ideal para atiçar a curiosidade de qualquer fã de suspense e do escritor. Sensação reforçada pelas primeiras cenas de O Corvo, inspiradas em um de seus contos mais famosos: Os Assassinatos da Rua Morgue.

Infelizmente, passado o bom momento inicial, no qual a polícia descobre o cadáver de uma mãe degolada em um apartamento, com todas as portas e janelas trancadas por dentro, e o corpo da filha de ponta cabeça dentro da chaminé, começa a ficar claro que O Corvo não é nada mais do que um show de oportunidades perdidas e situações embaraçosas. O filme joga no liquidificador alguns dos contos mais famosos de Poe e os coloca em meio a um thriller extremamente chato.

A trama é simples: um serial killer encena as histórias do autor e deixa um rastro de pistas e corpos em seu caminho, até que eventualmente a namorada (fictícia) do escritor, Emily Hamilton (Alice Eve), é raptada e cabe a Poe usar sua esperteza e capacidade literária (ou quase isso) para encontrar a garota antes que seja tarde. E assim começa a sequência de clichês, como lábios costurados, uma cena em uma ópera, e, é claro, um baile de fantasias.

Poe foi um escritor atormentado por uma sequência de perdas e dificuldades, muitas vezes descrito como um homem desagradável e intolerante. John Cusack bem que tenta trazer o lado sombrio, autodestrutivo e arrogante de Poe à tona, mas acaba com uma interpretação superficial e exagerada, em mais uma de suas fracas atuações. Nem mesmo o alcoolismo, um problema sério em sua vida, tem peso na telona.

As encenações dos contos também ficam devendo. Depois dos Assassinatos da Rua Morgue, O Barril de Amontillado é um dos melhores momentos, com uma referência excelente a Fortunato como nome de um navio. No entanto, O Mistério de Marie Roget é mostrado de forma rasa, O Abismo e o Pêndulo é simplificado ao extremo e perde todo o sentido e peso, e A Máscara da Morte Rubra serve apenas como gancho para atrair o protagonista a um jogo mortal.

No final das contas, O Corvo é uma mistura bizarra de Jogos Mortais com A Lenda do Tesouro Perdido, no qual os protagonistas devem correr atrás de pistas aleatórias a cada cadáver que aparece. A própria presença de Poe durante as investigações não tem relevância alguma, pois ele não chega a nenhuma conclusão lógica (ou macabra), não desvenda as motivações por trás dos assassinatos, não faz nada além de, por repetidas vezes, afirmar que tal assassinato é ligado a tal conto, o que fragiliza ainda mais o filme.

O maior pecado do diretor James McTeigue (V de Vingança) foi ignorar a atmosfera densa, gótica e atormentada que Poe colocava em seus contos e poemas. Além disso, o longa não procura dar profundidade alguma aos personagens, não explora as cenas dos crimes, perde a chance de fazer análises inteligentes e levantar informações relevantes sobre cada uma delas, e coloca de forma aleatória elementos recorrentes nas obras do escritor (como cadáveres escondidos em paredes) sem adicionar nada de misterioso, assustador ou paranoico.

Embora parta de uma premissa interessante, mesmo que improvável, o filme é decepcionante no geral. Não funciona como thriller nem como conto gótico, nem mesmo como versão alternativa de uma história conturbada que levanta dúvidas há mais de 150 anos. Serve apenas para reafirmar que a péssima fase de John Cusack, que não emplaca um bom filme há uma década, ainda não acabou.

Primeiro trailer de Possession

Depois do bizarro primeiro pôster, o primeiro e interessante trailer do terror Possession é divulgado. Veja:



No filme, uma relíquia amaldiçoada é comprada por engano por uma menina em uma liquidação de garagem. O pai divorciado dela, começa então a perceber que a filha fica mais e mais esquisita.

 Com direção de Ole Bornedal o filme estréia em 26 de outrubro de 2012.

Artista que você viu em mais de um série e não se lembra

Artistas participando de mais de um seriado não chega a ser uma novidade.Alguns deles participam de várias séries.Essa lista mostra alguns dos artistas mais conhecidos nas séries mais populares.Aí vai...




James Bond em primeiro pôster de 007 - Skyfall

  Daniel Craig aparece como o agente James Bond no primeiro pôster de 007 - Skyfall na clássica pose dos outros filmes. Veja:

Em Skyfall, a lealdade de Bond (Craig) a M (Judi Dench) é testada quando o passado dela volta a assombrá-la. Com o MI6 sob ataque, 007 deve rastrear e destruir a ameaça.

Com direção de Sam Mendes o filme estréia em 9 de novembro de 2012.

Tenacious D- lança novo clip do Album Rize of the Fenix